O QUE SÃO INSETOS AQUÁTICOS?

São aqueles insetos que vivem pelo menos um estágio do ciclo de vida em ambiente aquático.
Exemplos: Odonata, Ephemeroptera, Hemiptera, Coleoptera, Diptera.

DIVERSIDADE E ABUNDÂNCIA DOS INSETOS AQUÁTICOS

ÁGUA DOCE: insetos dominam em número de spp e de indivíduos
ÁGUA SALGADA: poucas espécies de insetos.

PROBLEMAS NO AMBIENTE AQUÁTICO

Suprimento de deficitário
Movimento na água dificulta permanência num só ponto.
Movimentar-se dentro da água é difícil.

SUPRIMENTO DE PARA INSETOS AQUÁTICOS

NA ÁGUA - 15 PPM
NO AR - 200.000 PPM

COMO SOLUCIONAR ESTA DEFICIÊNCIA DE ?

Os insetos tiveram que adaptar ao meio aquático, através de modificações no sistema respiratório.

SISTEMA RESPIRATÓRIO FECHADO
- espiráculos não funcionais -
RESPIRAÇÃO CUTÂNEA - através da cutícula, só é possível em insetos muito pequenos (alta relação área/volume).
RESPIRAÇÃO POR PIGMENTOS RESPIRATÓRIOS - alguns Chironomidae apresentam hemoglobinas, que são pigmentos respiratórios com grande afinidade por oxigênio, podendo captá-lo em ambientes de baixa concentração.
RESPIRAÇÃO POR BRÂNQUIAS - a absorção do oxigênio se dá através de brânquias, localizadas em diferentes partes do corpo do inseto.


SISTEMA RESPIRATÓRIO ABERTO -
espiráculos funcionais -
RESPIRAÇÃO ATRAVÉS DE SIFÃO – captar oxigênio da atmosfera, na superfície da água. Este tipo de sifão é bastante comum em larvas de alguns dípteros. Alguns insetos adaptam este sifão para perfurar o tecido vegetal e retirar o oxigênio de plantas submersas.
RESPIRAÇÃO ATRAVÉS DE BRÂNQUIA FÍSICA - o ar é estocado em uma bolha de ar. Ex.: besouro aquático
RESPIRAÇÃO ATRAVÉS DE PLASTRÃO (brânquia física permanente) - a água é mantida afastada da superfície do corpo através de pêlos hidrófugos, deixando uma camada permanente de gás em contato com os espiráculos.
Ex: Hydrophilidae, Naucoridae

VENTILAÇÃO COMPORTAMENTAL
Uma conseqüência da taxa lenta de difusão de oxigênio através da água é o desenvolvimento de uma camada de água sem oxigênio que circunda a superfície de absorção de gases.
- Insetos aquáticos exibem uma variedade de comportamentos ventiladores que perturbam essa camada sem oxigênio.

O AMBIENTE AQUÁTICO

ADAPTAÇÕES LÓTICAS
Os insetos que vivem nestes sistemas tendem a ser dorsoventralmente achatados, algumas vezes com pernas lateralmente projetadas.
ADAPTAÇÕES LÊNTICAS
Gerridae e Veliidae - exploram a camada superficial.
Staphilinidae - descarregam detergente na água.
Gyrinidae - movimentam na interface da água e ar.

INSETOS AQUÁTICOS COMO BIOINDICADORES NO MEIO AMBIENTE

Em condições de pouco oxigênio, talvez causadas por poluição de esgotos que apresentam uma grande demanda por este elemento, a comunidade é tipicamente pobre em espécies.

EM AMBIENTES POLUÍDOS OCORRE:

- Aumenta o número de Chironomidae (redução do O2)
- Redução no número de ninfas de Plecoptera (alta temperatura)
- Redução da diversidade com o escoamento de pesticidas.

COMO OS INSETOS CONSEGUEM DESENVOLVER EM AMBIENTE AQUÁTICO TEMPORÁRIO?

Deposição de ovos resistentes à desidratação ou que entram em diapausa sob condições desfavoráveis;
- Ciclo de vida mais rápido, devido a qualidade do alimento e menor competição interespecifica.

LINKS DE REFERENCIA DE INSETOS AQUÁTICOS

http://www.isis.vt.edu/~fanjun/text/aqua.html

http://www.ru.ac.za/academic/departments/zooento/Martin/ephemeroptera.html
http://www.fishing-in-wales.com/wildlife/insects/upwing/index.htm
http://entomology.unl.edu/ent801/aqosmo.html
http://www.boquetriver.org/adoptaqecosys.html

 




 

>