Manejo Integrado de Pragas


Objetivos Intrucionais

Ao final desta aula o aluno será capaz de:
  • Explicar ao seu colega as diferenças entre injúria e dano;
  • Explicar as diferenças entre nível de dano e nível de dano econômico;
  • Calcular o nível de dano de uma praga para uma dada cultura, baseando nos dados fornecidos;
  • Propor programas de manejo integrado de pragas (teóricos mas potencialmente viáveis), baseado em informações sobre a biologia e ecologia de um dado sistema.


O que é praga?

Pragas são organismos que entram em conflito com o interesse humano:

*produção de alimentos (animal e vegetal);

*doenças (malária);

*conforto (pernilongos à noite);

*conservação da natureza (Apis mellifera versus Mellipona);

*cultura (acervo de museus).

O conceito de praga é, portanto, antropogênico e relativo no tempo e espaço. O que é praga para um agricultor pode não ser para outro que cultiva a mesma cultura. Além disso, o que é praga numa região pode não o ser em outra. Mais ainda, uma praga importante hoje não será necessariamente praga amanhã.

Todo ataque de insetos é deletério às plantas?

O ataque de um inseto a uma planta pode ser tolerado pela planta!

Injúria: é o ataque em si.
Dano: ocorre quando o ataque representa uma perda mensurável.
Em termos gráficos:

O ataque de um inseto a uma planta pode estimular o crescimento da planta!

Quando controlar a praga?

Como manter a praga em nível de não ação?

Por que insetos se tornam pragas?

  1. Introdução fora da faixa nativa, onde os processos ecológicos atingiram equilíbrio por coevolução.

    Exemplos:

    1. Introdução do bicudo do algodoeiro no Brasil

    2. Introdução da batata nos EUA (colorado potato beetle)

  2. Simplificação espacial do sistema de cultivo:

    1. Poucas opções de alimento para pragas generalistas

    2. Previsibilidade espacial para pragas especialistas

    3. Inadequabilidade para inimigos naturais

  3. Simplificação temporal no sistema de cultivo

    1. Populações da praga não diminuem periodicamente

    2. Previsibilidade temporal para pragas especialistas

  4. Uso inadequado de inseticidas pode provocar o surgimento de pragas através dos processos abaixo:

    1. Seleção de indivíduos resistentes

      Indivíduos geneticamente prédispostos a sobreviver não são eliminados pelo inseticida.

      Os mecanismos fisiológicos responsáveis pela resistência podem ser:

        Sequestração dos compostos em tecidos especializados

        Redução da permeabilidade cuticular

        Detoxificação bioquímica (fitófagos são pré-adaptados a detoxificação, pois lidam com compostos secundários de plantas)

      Estratégias que podem ser utilizadas no campo para evitar resistência:

        Manter reservatórios de genes susceptíveis

        Variar dose/frequência da aplicação do inseticida

        Variar o tipo de inseticida

        Uso de inseticida como parte de um programa de MIP

    2. Eliminação de inimigos naturais

      Exemplo: ácaro praga de moranguinho versus parathion

    3. Ressurgência: consequência de (a) e (b)

    4. Eliminação completa da população da praga (falta alimento para IN)

    5. Surto de pragas secundárias: consequência de (a), (b), (d).

Solução: usar várias estratégias integradas

  1. Estratégias básicas do Manejo Integrado de Pragas (MIP)

    Atacar a praga; esconder a planta; fortalecer a planta

  2. Atacar a praga

    Controle químico

      1. Venenos (inseticidas)

      2. Hormônios e neuropeptídeos (específicos para insetos)

      3. Iscas (feromônios)

    Controle biológico

      1. Predadores, parasitóides

      2. Micro-organismos (nematóides, fungos, bactéria, vírus)

    Manipulação genética/comportamental

      1. Macho infértil

      2. Neuropetídeos no DNA

      3. Feromônios de confundimento

  3. Esconder a planta

    1. Barreiras no tempo (rotação de culturas)

    2. Barreiras no espaço

      1. Faixas de cerrado x eucalipto

      2. Policultivo

  4. Fortalecer a planta

    1. Resistência de plantas a pragas

      Método: melhoramento genético & engenharia genética

      Problemas: populações de pragas podem se tornar resistentes às plantas com genes de Bt

Last modified: Sunday, 10 June 2012, 5:10 AM